Biografia: Banda Vitrais.

22:02:00

Olá galera!!

Muito tempo que eu não posto, vocês sabem como é né?  Vida de universitária é fogo, tava na maior correria com a facul e o estágio e tals, e isso me afastou um pouquinho de vocês...
Mas estou aqui de volta, trazendo pra vocês a biografia dos meninos da Banda Vitrais. Já fizemos um post falando sobre a banda e agora estamos trazendo um pouquinho de cada um dos meninos, pra que vocês fiquem por dentro de quem faz a banda.

Então vamos ao ponto, OS MENINOS (hehe)...




Diogo Iwanaga, 26 anos, Recife.

A música surgiu na minha vida de maneira inesperada, um projeto audacioso de fazer músicas autorais junto com os amigos. Com o tempo, fui percebendo que tinha aptidão para compor e cantar se tornou algo indispensável.
 

Tenho forte influência da música dos anos 90, mas também tenho gosto pela música pop, o que traz um lado mais romântico para a banda. Pearl Jam e o grunge de Seattle de maneira geral me inspiram.

Procuro seguir sempre pelo bom senso, pelo meio termo, atento para não ser radical nem omisso, e escrevo na esperança de que todos possam se identificar com as letras.
 

O nome VITRAIS foi idéia minha e acho que simboliza bem o espírito da banda. Somos pessoas diferentes, mas imbuídas no mesmo objetivo. A banda pretende um dia ser 100% autoral, mas hoje sabemos da importância de tocar alguns covers pra animar o público. Esse ano já fizemos alguns shows e gostamos do resultado, na ordem foram: Capibar, UK e dois no Burburinho. Lançamos dois vídeos de nossas músicas: “viver pra mudar” e “mais uma vez” e pretendemos produzir mais material nos próximos meses.
 



Leo de Holanda, 27 anos, Recife.

Comecei a tocar aos 13 anos, de maneira autodidata, depois me matriculei no curso de música do conservatório pernambucano, mas logo deixei o curso por vários motivos.

 A música sempre fez parte da minha vida. Comecei escutando blues, rock, grunge, depois música clássica. Me identifiquei muito com as idéias do movimento grunge da década de 1990, tocava em um projeto cover do Nirvana e hoje posso dizer que o Pearl Jam é a banda de que mais gosto.

Entrei na jornada de banda autoral junto com Diogo e Mário desde os 15 anos, quando tínhamos a extinta banda STIGMA. Acreditem, algumas músicas da VITRAIS são bem antigas.

Sou professor de língua portuguesa, e por conta disso procuro analisar bastante o discurso por trás das letras que escuto, exercendo assim, um ponto de autocrítica ao trabalho da nossa banda.


Luis Vitor, 29 anos. 



Até meus 15 anos, música pra mim não passava de um passa-tempo divertido, às vezes nem tanto, pra quem estava escutando. Até que um amigo me apresentou ao "Bleach", primeiro disco de uma banda que, até então, eu só tinha ouvido falar. A partir daí, que realmente caiu a ficha de que música é arte, é atitude, é vida, e a vontade de vivê-la intensamente nunca mais me deixou. 




Foi assim que aos 15 anos comecei a tirar som com meus amigos mesmo sem saber tocar. Meu processo de aprendizagem foi acontecendo "na toralmente" em estúdio, nos ensaios barulhentos da adolescência, em casa, decorando cada nota tocada por Dave Grohl, sempre com o som “no talo”, tocando o terror na vizinhança, e na rua, curtindo e observando atentamente as bandas que tocavam nos vários festivais de rock que energizavam a cidade no fim dos anos 90 e começo dos anos 00. 




Entrei na Vitrais em 2012 com o bonde já andando, a convite do meu primo Diogo (vocal), com a ideia de garantir uma pegada rock, negociando com a vertente pop da banda.



Rafael Gouveia (Shaffer), 29 anos, Recife.

Guitarrista e Violonista de 29 anos (11/03/1984). Começou a tocar em bandas aos 16 anos. Em sua experiência musical, passou por bandas como a SHAFFER. Banda que fazia “cover” de Silverchair, Korn, Deftones. (Daí o apelido Shaffer). Com a Shaffer chegou a gravar três musicas autorais: “Across The Darkness”, “McinToSh” e “The Compass of all the Things”.Chegando a gravar um demo dessas musicas, mas o projeto teve no fim dos anos 90.

Após a Banda Shaffer, Rafael fez parte de outro projeto autoral, denominado Rondó, assumindo novamente as guitarras da banda. A Rondó, trabalho totalmente em português, 100% autoral, chegou a gravar um EP demo, chamado “Quase Isso”. O EP foi composto de sete musicas inéditas: “Poeta Pateta”,” Domingo”, “As Cores Do Céu”, “Quando O Céu Cair”, “Hoje É Janeiro”, “Do Construtor Civil” e “Um Sinal”.  A banda chegou a fazer alguns shows na cena recifense, participando do Festival Virtue & Music, ao lado de bandas da cena nacional da época, como Autoramas, Ludov, Ramirez e Fresno. Em 2008 a banda se desfez.

Em 2009, junto com o vocalista Diogo Iwanaga, deu início ao projeto VITRAIS, que apesar de ter se iniciado há quase 4 anos atrás, passou por longos períodos de pausa, retomando as atividades em agosto de 2012 e começando a se apresentar no Recife desde junho de 2013.


Mário Mazullo, 27 anos, Recife.

Em uma turma onde todos meus amigos tocavam algum instrumento, a vontade de também tocar foi crescendo e assim comecei a aprender a tocar violão. Meu primeiro professor foi o atual guitarrista da VITRAIS, Leo de Holanda. Logo depois, entramos juntos na escola de artes e posteriormente no conservatório pernambucano de música.  Aos poucos fui percebendo que o instrumento que me satisfazia era o baixo deixando o violão de "lado".

Com a influência musical de Leo, fui procurando relacionar todo meu jeito de tocar com o rock dos anos 90, de forma especial o grunge. Tenho também uma grande influência da música gospel, pois de 2002 a 2010 toquei em igreja, sendo coordenador do ministério de música. Ainda de 2007 a 2012 tocava e fazia louvores por todo o estado pernambucano junto com frei Damião Silva.

Atualmente sou baixista da VITRAIS, dedicando muita fé e esperança que esse trabalho torne real, o sonho de viver de música.



Bem, é isso ai galerinha. Agora vamos lá curtir o som da Vitrais que por sinal virei fã!!
Fui ao show dos meninos no Burburinho e geeente vocês não tem noção, eles são do tipo que agitam a galera e não deixam ninguém ficar parado. Depois do primeiro show que fui, virei fã!!

Espero que curtam também!!
Quer saber um pouco mais sobre a banda, os meninos, a lista de shows??
Corre e acessa a  Fanpage da Vitrais.



Viivih Silva

You Might Also Like

0 comentários