Tecnologia do Blogger.

Ouvimos:The Next Day do David Bowie!


      Olá meus amores! Estou de volta com mais um review de cd pra vocês! Dessa vez eu vou falar de The Next Day, um lançamento de 2013, o álbum mais recente do David Bowie  :)
      Não é uma grande novidade eu vir aqui falar desse disco, não é? Eu juro que eu me esquivei ao máximo pra evitar falar sobre glam rock aqui, mas foi inevitável. 
     Já faz quase dois anos que esse disco foi lançado mais ainda não enjoei dele. Me lembro muito bem que sai correndo no lançamento pra conseguir o meu. Assim como o Pink Floyd e muitas outras bandas e músicos que eu gosto, eu conheci as músicas do Bowie por meio da falecida MTV. Devo a ela quase tudo que eu sei de música.
   Esse disco marcou a volta do músico, que ficou por quase mais de dez anos em total silêncio, depois do disco Reality e da sua última turnê até hoje, A Reality Tour. Esse cd foi uma total surpresa, tanto para o público como para a crítica, já que desde de 2003 não se ouvia mais nada sobre se quer um single novo. 


     Se você não conhece nem se quer uma música do David Bowie, você não merece dizer que é fã de rock. Ele simplesmente mudou tudo em questão de sonoridade e estilo a partir dos anos de 1972, com seu disco de maior sucesso depois de Space Oddity, o LP Hunky Dory, que trouxe clássicos como Life On Mars?, Changes, Oh! You Pretty Things e Queen Bitch. 
    The Next Day simplesmente foi primeiro lugar de vendas em todos os países que foi lançado. Trazendo 17 faixas inéditas para o ocidente e uma versão estendida para o oriente com mais 10 faixas além das anteriores, totalizando 27 faixas. Não tem como eu dizer às músicas que eu mais amei nesse disco. Todas são ótimas, mas as que mais me chamaram a atenção foram The Next Day, Valentine’s Day e Where Are We Now? Elas me atraíram muito mais visualmente do que por outro motivo (por causa dos clipes) mas as letras e a banda são impecáveis. 


      Infelizmente, eu não posso indicar esse disco para todos. Se você é uma pessoa religiosa e que se ofende com críticas, é melhor você passar longe de The Next Day. O clipe e a letra do primeiro single, que da o nome ao cd, pode ser bem ofensivo pra alguém que seja da igreja católica. O aviso foi dado. Mas se você for assim como eu e não se importa com esse tipo de crítica, vai fundo! Esse cd é pra você!
     Assim como a maioria das bandas de rock e músicos que nasceram nas décadas de 60 e 70, a música dele simplesmente não envelhece. Vai ser sempre uma ótima opção pra você que quer conhecer mais do bom e velho rock clássico.
Por hoje é só queridos, até o próximo post :*

Post por