Eu sou o número quatro (livro) – Resenha

19:25:00

Autor - Pittacus Lore (pseudônimo usado por James Frey e Jobie Hughes)
Título Original – I am Number four (Eu sou o número quatro)
Título em português – Eu sou o número quatro
Editora:  Intrínseca
País de Origem – USA
Ano de Lançamento – 2010
Ano de Lançamento no Brasil - 2011



“Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês.”

                A esperança de vida em outros planetas faz parte do fascínio e das pesquisas de muitos seres humanos há muito tempo. Imagina se além de existir vida extraterrestre, eles ainda vivessem entre nós? Pois é o que acontece no livro “Eu sou o Número Quatro” de Pittacus Loren (guardem bem esse nome que já falo dele), onde o Número Quatro da Garde de Loren, ou se preferir Jonh Smith, está na Terra, assim com os outros legados, fugindo dos Morgadorianos. Sim, são mais alienigenas que vivem entre nós!
                O livro publicado em 2010 nos Estados Unidos, com primeira publicação no Brasil em 2011, é uma ficção cíentifica que agrada até pessoas que não curtem coisas do gênero, assim como eu. Resumindo superficialmente o universo criado no livro, pode-se dizer que Loren é um planeta muito parecido com a Terra, que foi destruído pelos cidadãos do Planeta Morgadorem, os Morgadorianos, anos antes. Com a invasão de Loren, são destinados nove cidadãos, legados de Loren que possuem poderes, e seu Cêpans que são  guardiões dos jovens legados, para se refugiarem em outro planeta e depois participar da reconstrução de Loren. E imagina onde eles vêm se refuigiar? Sim, na Terra. Os legados de Loren marcados por uma magia, onde só podem ser mortos pela ordem crescente de seu números, são perseguidos na Terra pelos Morgadorianos que planejam a morte dos nove. Três já morreram ao início do livro, o próximo é o Número Quatro, protagonista dessa história de ficção, amor e guerra.
                O enredo, como vocês já podem ter notado, é um tanto complexo, por se tratar de um livro de universo paralelo, mas muito bem articulado. Os autores, James Frey e Jobie Hughes, escrevem o livro na figura de Pittacus Loren, um pseudônimo, prefiro não dizer quem ele é pra não dar spoiler assim como recebi. Pra quem curte cenas de ação, o livro contém cenas de ritmo acelerado que fazem o coração disparar. Até aconteceu um episódio muito louco comigo depois de ter lido e ir dormir, mas pra saber eu só conto lá no YouTube na resenha em vídeo que tá no fim do post.  As descrições da narrativa são detalhadas de modo que proporcionam a visão espacial e emocional dos cenários e dos personagens.
                Por se tratar de um primeiro livro de uma série, “Os legados de Loren”, o livro me parece ter cunho introdutório, há cenas de ação, mas o objetivo maior é que você conheça e se envolva com todo o universo criado (oque o livro cumpre muito bem). O prólogo pode parecer até ruim, mas sua opinião muda logo ao começo do primeiro capítulo.
                Indico o livro, estou muito ansioso pra ler a continuação, que já foi publicada. Se você já leu não esquece de deixar sua opinião aqui nos comentários, e se não leu, também deixa a tua opinião aqui dizendo se você acha que leria o livro, oque achou da resenha, é muito importante pra mim saber oque você pensa. A resenha em vídeo tá aqui, não deixe de dar uma olhada. Então é isso até o próximo post.

            
- Henrique Nascimento

You Might Also Like

0 comentários