Tecnologia do Blogger.

Lady Gaga é homenageada em evento sobre mulheres de Hollywood



Aconteceu ontem o ELLE Women in Hollywood, evento da revista  para reconhecer o trabalho de mulheres incríveis da indústria. Lady Gaga foi uma das homenageadas e tratou de se abrir sobre saúde mental e traumas que passou durante a carreira.

O prêmio foi entregue a ela por Jennifer Lopez! Lady Gaga abraçou ela emocionada e assim começou o seu belo discurso, começando sobre um grande dilema que teve sobre o vestido que ela usaria no tapete vermelho e querer muito usar um terno.



“Todos eram vestidos e este era um terno masculino feito para uma mulher. E então comecei a chorar. Nesse terno, eu me sinto eu mesma. Nesse termo, sinto a verdade que me tornei e me sinto bem:.
“Como uma sobrevivente de assédio sexual na indústria do entretenimento, como uma mulher que ainda não tem coragem de dizer o nome do cara, como uma mulher que vive com dores crônicas, que foi condicionada desde cedo a fazer o que os homens manda, hoje eu decidi recuperar minha força. Hoje eu que uso as calças”.
“Depois que fui assediada aos 19 anos, eu mudei para sempre. Parte de mim se apagou por muitos anos. Não contei a ninguém. Evitei isso até para mim. E sinto vergonha até hoje na frente de todos vocês. Vergonha do que aconteceu comigo. Ainda há dias que sinto que foi minha culpa. Depois que contei isso para homens muito poderosos, ninguém me ajudou. […] esses homens se esconderam por medo de perderem o poder. E por se esconderem, eu me escondi.”
“Me escondi por muito tempo e passei a sentir dores físicas. Então fui ao médico porque não sabia o que estava acontecendo. Então fui diagnosticada com Síndrome pós-traumática e Fibromialgia, que muitos acham que não é real e nem eu sabia o que dizer sobre isso. Mas te digo o que é. É uma síndrome que causa um tornado de dor causado por estresse. […] Depressão, ansiedade, transtornos alimentares, esses são só alguns exemplos do que causam esse tornado.”



Ela encerra, fazendo um apelo para que saúde mental seja algo tratado com uma importância maior:

“Sou grata por agora ter o necessário para me cuidar, mas para muitos, o necessário não existe ou as pessoas não têm como pagar. Eu quero que saúde mental seja uma prioridade global. Não somos capazes de controlar todos os desafios e tragédias que acontecem no nosso caminho. […] É um sonho meu que tenhamos um professor formado em saúde mental ou terapeuta em cada escola dessa nação e, um dia, no mundo todo”.



Comente com o Facebook: